Barra Nova

Mais um domingo lindo de outono aqui no paraíso... O céu estava azul e o sol brilhante mas a água um tantinho gelada =D ideal para explorar novos cenários!


Sem muita ideia de onde ir em um domingo como esse, colocamos a tralha no carro e seguimos sentido sul da Ilha (como quem vai para Cananeia) em busca de um lugar ao sol (hehehe) e acabamos parando na BARRA NOVA um lugar liiiindo de morrer e cheio da energia dessa natureza linda da Ilha.


Barra Nova - Ilha Comprida

Pra quem não sabe as BARRAS são esses rios que desembocam no mar e estão espalhados por toda a Ilha. Alguns menores e outros maiores que, como esse, desenham paisagens lindas.

As barras menores somem e reaparecem, de acordo com o volume das marés. Já as barras maiores, podem até ficar mais secas mas sempre estão por lá!

Com uma combinação de água doce e salgada essas barras formam um ecossistema ideal para a reprodução de várias espécies aquáticas e são consideradas berçários do mar portanto, se for pescar em alguma delas, faça o favor de devolver os filhotes para que as espécies continuem ;)
Mais do que responsabilidade ambiental isso é viver em harmonia e respeito para com o ambiente!



 Início do passeio Posto dos Guarda-Vidas

Quase 23km até o ponto de chegada na Barra Nova já na estrada de Pedrinhas

Pra chegar lá não tem muito segredo. Partindo do posto dos guarda vidas você deve seguir a direita (de frente para o mar) sentido sul por uns 23 km até chegar na ponte nova que foi construída na Estrada de Pedrinhas. Essa ponte passa, exatamente, por cima da Barra Nova que é nosso destino.

Logo depois da ponte você vai ver um acesso para a praia à sua esquerda (como mostra no mapa) e é aí que você entra pra chegar no nosso destino!

Como sempre, vale lembrar que não é pra ficar circulando de carro pela praia pra evitar acidentes e preservar a natureza local. Chegue até a barra, se acomode e curta o lugar ;)



Antiga ponte que passava por cima da Barra

Ponte nova, recém inaugurada 

Eu já havia passado por ali inúmeras vezes e até já remei barra adentro, mas nunca tinha parado pra curtir o lugar pelo lado da praia.

Assim que paramos eu já percebi o que estava perdendo... O lugar é simplesmente mágico, vasto, bruto e, ao mesmo tempo, de uma natureza super equilibrada.


 Flor da praia que reveste as pequenas dunas do entorno da praia

 Cactos e arbustos que cobrem as dunas fixas 

Condurango, popularmente conhecida por Uva do Mato que encontrei na vegetação das dunas

As pequenas dunas que se formaram por lá estão repletas de vegetação... Em alguns pontos as flores da praia enfeitando a areia com seus longos e floridos arbustos, em outros uma vegetação mais fechada com arbustos maiores, cactos e até uvas do mato. 


E é sempre bom lembrar que não devemos caminhar pelas dunas fixas, pois assim preservamos a vegetação e também a duna que é uma contenção natural contra o avanço do mar. Ah, e nada de levar pimenteiras, bromélias, palmitos e samambaias para casa, o lugar delas é aqui... Contente-se em contemplar! =D


Momento farofa 

Como estamos na baixa temporada o lugar estava deserto e foi bem fácil arrumar um cantinho protegido do vento pra montar a "farofada" (rsrsrs) e curtir o dia todo.

Eu, é claro, saí para explorar os arredores e conhecer um pouco mais desse pedacinho da Ilha...



Um resto de barco enterrado na areia

A praia se estende até onde a vista alcança, as margens estão forradas de vegetação, a água doce escorre até o mar e desenha esse canal na areia deixando tudo mágico.

O sol estava brilhante mas não muito quente, já que o vento de outono refresca tudo. A água do mar estava agradável e foi um convite para uma boa caminhada de pés descalços pela areia molhada.



Barra Nova

A água da barra estava muiiito gelada e cheia de pequenos cardumes de peixinhos nadando pra lá e pra cá.
Ela tem essa cor avermelhada (como a maioria dos canais aqui da Ilha) por conta da decomposição de matéria orgânica que se deposita no fundo do rio ao longo do seu percurso.

Aqui nessa parte, a barra estava bem rasinha o que facilitou a travessia de um lado para o outro. Eu atravessei até a outra margem, onde tinha um trecho bem alto de duna móvel (sem vegetação) e foi então que, lá de cima, eu tive a noção do lugar onde estava...

A Barra Nova vista de cima das dunas

A Barra Nova vista de cima das dunas

O azul do céu refletido na água desenhou esses contornos lindos que fluíam direto para o mar, as dunas atrás e ao redor, refletiam o dourado do sol do fim de tarde e o barulho do mar que chegava até o topo da duna, trazido pelo vento, se misturava ao canto de pássaros e farfalhar de folhas, criando uma melodia mágica e única.

Passei um bom tempo lá, contemplando e agradecendo a oportunidade de poder habitar um espaço tão maravilhosos como esse.



 Não se esqueça de apagar o fogo para evitar incêndios e acidentes com animais silvestres

Passamos o dia por lá, comemos peixe na brasa, rimos muito e nos reenergizamos... Depois de apagar o fogo, recolher nosso lixo e nos despedirmos, seguimos de volta para casa prontos pra encarar mais uma semana!


Bye bye

O sol já ia se pondo quando partimos, deixando um gostinho de quero mais... Gratidão Universo! <3

Curtiu? Quer ver mais? Espia o vídeo e se encante...


       

Barra Nova vista de cima das dunas


Aloha!

You Might Also Like

2 comentários