Cachoeira do Pitú...

Genthy o calor não está mole não e até os passeios na praia andam desanimadores...

Foi com este espírito que resolvemos buscar destinos mais frescos. 

O passeio de hoje?

Cachoeira do Pitú em Cananéia


Sempre ouvi falar desta cachoeira mas nunca me dediquei em saber onde, exatamente, ficava. Sendo assim o jeito é pesquisar...

Busquei no google mapas e encontrei a rota!

Agora é botar o pé na estrada e encontrar o "santo graal" do veranito que estamos passando em pleno outono: águas cristalinas e muiito frescas.


Na verdade existem duas formas de se chegar lá partindo aqui da Ilha. 
Nós fizemos os dois trajetos: um na ida e outro na volta.

Como levantamos bem cedo pra aproveitar o dia fomos por dentro da Ilha e não pela estrada, assim o passeio seria completo.


Saímos do Boqueirão Norte e seguimos Beira-Mar, depois Estrada da Vizinhança até Pedrinhas e, de lá, o caminho pela praia até o porto da balsa no Boqueirão Sul.

E aqui algo que eu sempre falo: dirija com responsabilidade na praia. Lembre-se que lá é lugar de banhistas e não de carros!

Mas, como neste trecho da Ilha não existe outro caminho seguimos por lá mesmo.


Levamos quarenta minutos pra chegar na balsa e demos muita sorte dela já estar por lá.
A travessia até Cananéia foi rápida e agradável, como sempre. 
Se você der sorte pode até avistar os botos.

Já em Cananéia seguimos até a saída e/ou entrada da cidade. Lá fizemos o retorninho e seguimos sentido balsa/continente!


 E adivinhem!

Atravessamos mais uma vez de balsa sentido continente... À partir daí é só seguir a estrada, que é uma daquelas que sempre tem um morro lindo no horizonte.

Nesta estrada é bom ficar atento para a entrada, não há, praticamente, nenhuma sinalização.

Eu fui perguntando, afinal quem tem boca vai à Roma e não estava afim de ficar perdida por lá e perder o dia todo na estrada...


Depois que saímos da estrada o caminho é assim... Lindo, cheio de vegetação da mata atlântica, fresco e puro. 

Só a estradinha já valeria o passeio. Mas, é claro, queremos é banho de cachoeira.

Até aqui já tínhamos rodado quase duas horas de carro mas é um passeio bem agradável, nem cansou. 
Daqui foi mais uns 18 quilômetros e chegamos! \0/


Pra entrar pagamos cinco reais por pessoa, que é uma taxa de manutenção do lugar que oferece espaço para estacionamento de terra (em dias mais úmidos há muita chance de atolamento) e local para piquenique ou churrasco.

Depois de estacionar os carros bora seguir uma trilha bem curtinha que passa por cima do rio que se forma na cachoeira e segue por um bosque até a famosa Cachoeira do Pitú.


Logo já podemos avistá-la por entre as árvores. A molecada empolgada já partiu correndo pra saltar na água cristalina e nós fomos montar acampamento...


O lugar é bem roots e cheio de árvores que oferecem um ótimo abrigo para passar o dia. 
Muitas famílias se reúnem em pequenos grupos e se espalham pelo bosque para lanchar, descansar e relaxar.

Já acomodados chegou a hora que eu mais adoro: explorar!


Enquanto a criançada já está pulando das pedras eu resolvo subir a cachoeira...

Na lateral, das pedras tem uma pequena trilha úmida e acidentada mas mais segura que subir pelas pedras escorregadias.


Um pouco mais acima a trilha acaba e só dá pra seguir pelas pedras mesmo mas aqui elas já estão bem mais secas... É só seguir com cuidado e atenção para evitar acidentes e curtir o rolê em segurança.


Enquanto subo vou cruzando com pequenas quedas d´água que se formam por todos os lados. 
A vegetação é farta e a correnteza bem forte mas é bem fácil circular pelas pedras grandes e firmes que formam o lugar...


Depois de subir "toda-a-vida" olha onde cheguei!!!!

Este rio manso, calmo e de água escura é o início da cahoeira.
O lugar, além de lindo, tem uma energia indescritível... Pura paz!


Aproveitei a good vibe para meditar e agradecer a oportunidade de desfrutar deste lugar mágico.

Uns minutos por aqui ajudam qualquer um a repôr a energia e esquecer do corre-corre do dia-a-dia.


Agora bora descer porque o pessoal lá embaixo está me esperando.

E, por falar em lá embaixo, dá uma olhada no visual daqui de cima!!!
De babar né não?


Essa é a maior queda da cachoeira, tem mais ou menos quatro metros de altura e forma um tipo de poço cercado de pedras. Este poço é fundo e tem muitas pedras no chão de areia, há que se ter cuidado para se divertir por aqui.

Próximo à pedra em que as crianças estavam pulando deve ter um metro e oitenta de profundidade mas não tem pedras por lá...

De qualquer forma todo cuidado possível pois as pedras são bem escorregadias e a água escura dificulta a visibilidade das pedras que ficam no fundo, o que pode causar trombões, canelas roxas e até machucados piores. Responsabilidade é a palavra de ordem por aqui!


Mas nem tudo são pedras!

Se você é menos aventureiro ou se está com criança pequena pode ficar tranquilo porque tem diversão pra vocês também...

A água que transborda do poço escorre pelas pedras e volta a virar rio. Um rio raso, de águas mansas e cristalinas. O fundo é de areia e de pedregulho em alguns trechos. Aqui dá pra nadar, relaxar e descansar em total segurança.


Se bater um espírito aventureiro você pode até caminhar pelo rio... É seguro e o visual lindo!

As copas das árvores se juntam e formam um tipo de corredor verde que protege o rio do sol e deixa a água suuuper gelada. 


Muita água, caminhada e saltos depois é hora de partir, afinal temos duas horas de viagem até chegar em casa. 

Depois de juntar toda a tralha e deixar o lugar bem limpinho nos despedimos da cachoeira de alma lavada e coração partido.


Na volta decidimos voltar pela estrada que, pelo horário, seria mais seguro do que pela praia. 

O tempo de viagem é, praticamente, o mesmo só que sem ter que atravessar duas balsas e, ainda, percorrer a praia. 

E o visual não deixa a desejar: Os morros que contornam o caminho são lindos e ficam ainda mais  com a luz do sol do fim de tarde.


Quando chegamos em Iguape o sol ainda estava dando um show no céu...

O cenário perfeito para encerrar um dia perfeito!

Espero que tenham curtido tanto quanto nós... Até a próxima.

You Might Also Like

8 comentários

  1. lindo ,natureza rio,cachoeira amo vou fazer esse passeio obrigada pela dica .E LINDAS FOTOS AMEI.

    ResponderExcluir
  2. Oi Monica, tudo bem? Você poderia me informar como eu faço pra chegar na cachoeira do pitu saindo de iguape indo sentido pariguera açu ?

    ResponderExcluir
  3. Desculpa, só vi sua mensagem agora... :/

    ResponderExcluir
  4. Como Fasso pra chegar ate o acesso a rua da cachoeira??
    Sou de SC

    ResponderExcluir
  5. Meniinaaa... Obrigada por nos apresentar toda essa lindeza! Continue com o Blog, estamos te acompanhando e iremos fazer todos esses passeios <3

    ResponderExcluir
  6. Meniinaaa... Obrigada por nos apresentar toda essa lindeza! Continue com o Blog, estamos te acompanhando e iremos fazer todos esses passeios <3

    ResponderExcluir
  7. Meniinaaa... Obrigada por nos apresentar toda essa lindeza! Continue com o Blog, estamos te acompanhando e iremos fazer todos esses passeios <3

    ResponderExcluir