Dunas do Juruvaúva

Aloha pessoal!!!

Nossa, faz tempo que não apareço por aqui né? E não é má vontade, é que na temporada o trabalho é dobrado e os passeios e fotos diminuem um pouquinho...

Mas este fim-de-semana foi diferente!
O domingo amanheceu ensolarado e com um céu azul infinito... Não dava para perder.

Fui fazer uma visitinha à Dunas do Juruvaúva.

Acho que já escrevi aqui no blog sobre elas, mas "contadora de história" que sou, vou falar delas novamente!

Quer ouvir e ver tudo? Vem comigo...


Para quem nunca foi até lá o caminho é o seguinte: Beira Mar sentindo sul... Estrada de Pedrinhas... Saída pela praia... Sempre rumo ao sul!


As dunas do Juruvaúva, são as maiores de toda a Ilha e podem chegar a até 10 metros de altura!

Assim que estava chegando por lá avistei aquela cadeira com guarda-sol lá no topo de uma das dunas... Imagine se não fiquei morrendo de curiosidade? rsrs


Depois de uma boa refrescada no mar azul e quente, resolvi encarar a subida.

O sol estava forte e eu descalça... :/

O resultado, como se pode imaginar, foi pés queimados. A areia estava muiiiito quente mesmo!


Mas, mesmo assim, resolvi encarar!

Não tinha nenhum lugar com sobra, mas tinham alguns pontos onde a areia estava mais fresca e aí era o momento de dar uma paradinha e espiar o que me aguardava lá no topo...

Espia aí... Diz se não vale a pena insistir?


A vegetação da duna é um espetáculo à parte!

Onde mais você encontra um cacto enorme, sobre um monte de areia e, logo ali na frente, um marzão que não acaba nunca?


Olhando para cima: o céu é o limite!


Olhando para baixo: o horizonte infinito!


E então, quando se percebe, está entre mares: um mar de areia fina e branca e um mar azul infinito...


Quase lá...

Confesso que me deu um medinho. Afinal, o que uma cadeira com guarda-sol estaria fazendo ali? Certamente alguém a colocou lá... Mas a questão era: será que tem alguém lá?


Deu tudo certo!

Não tinha ninguém por lá, só o vento, a areia e este lugarzinho privilegiado para se esconder do sol forte e recuperar a sola dos pés para a descida! rs

Agora é só curtir...


Do outro lado da duna, a areia escorre feito cascata mata adentro. Uma pequena trilha que leva à vegetação nativa desta região.

Não, não segui a trilha. Não dessa vez! :)


Mas me sentei naquela cadeira e olha a visão que eu tive daqui!

De encher os olhos não é mesmo?

Daqui do alto o mar parece sem fim, o vento forte e fresco bate sem parar, as dunas escorrem por todos os lados... E a paz é imensa!


E olha só...

No meio das dunas tinha um rio. Destas barrinhas de água escura e doce, ótimas para tirar o sal depois do banho-de-mar.
Ele vem serpenteando detrás das dunas e se encontra com o mar.


Hora de encarar a descida, mas com esta vista não vai ser nada difícil... Além de que, para baixo, todo santo ajuda! rsrs

Desci, escorregando duna abaixo, até chegar naquela barrinha de água doce.


Já de pés refrescados e debaixo desta sombra maravilhosa, agora é só curtir o resto do dia!


Foi uma bela aventura... Solitária que é como eu gosto.

Recomendo à todos que amam natureza e que curtem parar uns minutos e, simplesmente, apreciar e sentir toda a criação...


Deixo aqui um presentinho extra... Um pouquinho do topo do (meu) mundo!

Vem, vamos voar daqui?

Até a próxima... 0/


You Might Also Like

5 comentários

  1. É possivel chegar de carro nessas dunas ou somente por trilhas??

    ResponderExcluir
  2. Oi Monica tem algum caminho de carro para chegar até as dunas que não seja pela praia??
    no ano passado tentei pela praia mas fiquei com medo e voltei. E agora quero tentar ir de novo!

    ResponderExcluir
  3. Oi Monica tem algum caminho de carro para chegar até as dunas que não seja pela praia??
    no ano passado tentei pela praia mas fiquei com medo e voltei. E agora quero tentar ir de novo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia, infelizmente não tem outra forma de chegar de carro por lá! :/

      Excluir