Costão da Juréia

Um domingo de inverno ensolarado não é algo que se possa desperdiçar não é mesmo?

E, este domingo passado, foi especialmente lindo... A paisagem vocês já conhecem: céu azul e ensolarado e mar turquesa! Dá para sentir a empolgação no ar que se respira... rs

Sendo assim o passeio teria que ser mais do que especial e o lugar escolhido foi o Costão da Juréia!

Uma palavra define este lugar: PARAÍSO!!!


O caminho é pela serrinha de Iguape e, aos poucos, a Ilha vai ficando para trás...


De uma Ilha para outra aqui vamos nós... Seguindo de balsa até a Ilha da Juréia!
As belezas já começam por aqui.


Já na beira da praia. 
Agora é rodar... Nosso objetivo é lá no final da praia, lá naquela montanha!

Vamos nessa porque o caminho é longo e perigoso, tem muito resto de madeira pela areia, portanto atenção!

Ahhh, vale lembrar que não dá pra chegar até o Costão com carro comum, a areia grossa é garantia de carro atolado... Não arrisque!


Uma breve paradinha para apreciar as belezas que encontramos por todo o caminho...
Olha que maravilha essa barra, me disseram que ele tem esta coloração por apresentar alto grau de iodo em suas águas.

Mas aqui, ainda, não é nosso destino vamos continuar!


Chegamos!!!!!

Segura a empolgação porque o lugar é, simplesmente, deslumbrante...
E é agora que a aventura vai começar, estão preparados??? rs


Começa a aventura!

Escalamos estas rochas e chegamos bem pertinho do mar... A intenção era pescar, mas a beleza deste paraíso nos encantou tanto que exploramos cada cantinho, cada forma de vida, cada brecha na rocha.

Tenho que admitir e, até, aconselhar: um pouco de condicionamento físico cai bem porque não é fácil como parece. A escalada exigiu força nos braços, firmeza nas mãos e muita elasticidade nas pernas...

O dia seguinte confirmou isso tudo que falei! :)


Cada espaço conquistado é recompensado com uma paisagem mais bela que a outra...
Tem coragem de entrar aqui? Se tiver vai gostar do que vai encontrar... Ou não! 
Depende da sua sorte... Afinal estamos lidando com a natureza.

Lembrando que toda aventura deve ser vivida com responsabilidade, as rochas são escorregadias e perigosas, portanto atenção!


Eu subi até aqui para ver as orquídeas mas olha o presente que recebi... É como espiar o paraíso!


Mas as surpresas não acabaram por aí... Umas rochas depois e um susto!

Trombamos com esse lobo marinho que estava super agressivao rosnando e mostrando as presas... Passado o susto e tomada a devida distância, pudemos observar a agradecer pela sorte de ver um bicho lindo como este bem de pertinho.

Passamos um bom tempo com ele, mas esta é uma história que vou contar depois, pois merece uma postagem exclusiva! ;)


A diversidade marinha é muito farta por aqui! 

Esses mexilhões foram a festa... Usamos como isca para pesca!


Vocês não tem ideia da altura que subi só para poder vislumbrar esta paisagem... Olha este visual!

Valeu cada músculo dolorido... rsrsrs


Fim da linha! Daqui para frente é muito perigoso para se seguir...
Deixo os garotos pescando aqui enquanto xereto mais pelas rochas!


Olha a caminhada de volta... Vai encarar?
Não tem jeito, bora de volta para a praia.


No meio das rochas, uma paradinha para beber dessa água cristalina...

A água que passa pela rocha é super segura para ser ingerida, essas camadas de pedra fazem o trabalho de filtragem e, com certeza, essa água é muito mais potável do que a água das torneiras de nossas casas.


Ufa! De volta à praia... Sã e salva... hehehe

Agora quero conhecer aqui, em terra firme, ops quer dizer, em areia fofa! :)


Olha o que encontrei: um esqueleto de tartaruga... Pelo tamanho ela devia ser centenária!


Apesar da mar estar bem gelado eu não poderia deixar de molhar os pés nessa água transparente.
E, lá de dentro do mar, olha o vale que se revelou...

Este lugar é mágico e para onde se olha encontra-se belezas!


Agora aquele momento chato de todos os passeios, hora de ir embora!
Afinal já são 16hs e a maré vai subir... Esse lugar é isolado e um atolamento seria um problema sério.


O duro é convencer a molecada a deixar o paraíso e voltar para casa e os grandinhos a deixar a pescaria para outro dia...


O último adeus à esse mar de águas cristalinas e areia grossa...

A maré já subiu um pouco então tratamos de sair rapidinho. A dica é estar sempre atento pois a mudança é brusca e o resultado pode ser bem traumatizante.

Vale o risco? Só se você estiver confiante!
Vale o passeio? Muiiiito!

Se você não tem um carro 4 x 4, na praia da Juréia tem bugs para alugar. Outra solução é seguir de bike ou moto ;)


Bom passeio à todos e a dica de sempre é: não leve nada além de lembranças, não deixe nada além de pegadas na areia... 

Preservação é a chave para que possamos contemplar pequenos santuários como esse!









You Might Also Like

3 comentários

  1. Esse lugar é muito lindo!estive com minha família, mas a maré subiu ficamos ilhados até as 22:00 hrs não tinha lua duas famílias perderam os carros na água graças a Deus conseguimos sair foi uma grande aventura mas da muito medo em fim td deu certo

    ResponderExcluir
  2. Que lugar lindo, vou muito pra Ilha Comprida mas nunca me aventurei no costão.
    Com certeza vou visitar na minha próxima viagem.
    Parabens pela matéria.

    ResponderExcluir